casadamatta

Com uma composição de dois módulos ocupáveis inseridos em uma topografia acidentada, a Casa Da Matta visa as necessidades dos clientes e do ambiente em que se aloca, trazendo através de uma expressão moderna que visa o conforto, uma relação com a natureza e todo o contexto local. Com o entorno direto dispondo de intensa massa vegetal, o projeto visou privilegiar a vista para a parte posterior do terreno, na qual se encontra uma bela mata nativa em um terreno dos morros, compondo um denso plano verde como enquadro para a fachada do edifício. Dessa forma, toda a ocupação, social e privativa, tem olhos para a obra natural existente, auxiliando na disposição das atividades sem grandes perdas na privacidade dos moradores.

A residência conta com uma praça central que media as atividades do plano superior e privativo, com as atividades sociais, sendo nesse ponto inserido Palmeiras Imperiais que atraem o olhar ao coração da construção, devido a sua imponência verticalização contrastante com as linhas horizontais da construção.

Através de uma coloração base que visa o neutro, o edifício se mescla com o contexto através de tonalidades pontuais em marrom, madeira, pedras e massas verdes, criando a sensorialidade de planos brancos dispostos em meio a um ambiente existente, orgânico, vivo e natural, deixando com objetivo síntese o desejo de se abrir ao ambiente externo e a natureza sem perder seu aspecto de conforto e modernidade.